21 de agosto de 2017

 

IMG_20170728_095406940O prefeito de Três Pontas (MG), Luiz Roberto Laurindo, o vice-prefeito da cidade, Marcelo Chaves, e o diretor do SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), Afonso Figueiredo, visitaram, no dia 28 de julho, a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Ponte dos Leites. Durante a visita, o superintendente de Águas de Juturnaíba, Carlos Gontijo, mostrou aos visitantes a importância do saneamento feito de maneira sustentável para o desenvolvimento da cidade e para a qualidade de vida da população.

IMG_20170728_093102896“A simplicidade do projeto, a resolutividade, a credibilidade da parte técnica e o custo confirmaram a importância desse projeto para ser desenvolvido em Três Pontas. Devolver o esgoto tratado de forma natural, sem gerar danos ao meio ambiente, e levar mais saúde para a população vão de encontro aos nossos interesses e compromissos com os moradores do nosso município”, ressaltou o prefeito.

IMG_20170728_095213846De acordo com o diretor do SAAE, empresa responsável pelo sistema de abastecimento de água e esgotamento sanitário do município, o papel da Águas de Juturnaíba em mostrar um sistema inovador e eficiente é muito importante. Para Afonso, um tratamento de esgoto feito de maneira natural, com envolvimento da comunidade por meio da compostagem e do artesanato, traz benefícios não só para o meio ambiente, como possibilita a geração de empregos.

“É muito importante ser reconhecido pelo trabalho que desenvolvemos no município. Essa é a confirmação de que conseguimos levar para a região e para a população um sistema que realmente funciona e que vem dando resultados positivos”, concluiu Carlos Gontijo.

A ETE Ponte dos Leites é a única da América Latina com capacidade para tratar 200 litros de esgoto por segundo, por meio de um sistema 100% sustentável. Durante o seu processo, não é utilizado nenhum tipo de produto químico.

IMG_20170728_101253603A estação utiliza o sistema wetland, onde plantas aquáticas tratam o esgoto da cidade, trabalhando como verdadeiros filtros naturais que absorvem os nutrientes e transformam o esgoto coletado em efluente tratado que pode ser devolvido à natureza. Quando esses vegetais crescem, são retirados e repassados à cooperativa de tecelagem Nós da Trama e são usados em peças artesanais e brindes corporativos.