11 de maio de 2017

IMG_4585A concessionária Águas de Juturnaíba, que atende os municípios de Araruama, Saquarema e Silva Jardim, foi um dos destaques do “Panorama da Participação Privada no Saneamento – Brasil 2017″, lançado pela Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Água e Esgoto (Abcon), no dia 27 de abril, em Brasília. Com o tema “Gestores Municipais”, a quarta edição do Panorama foi lançado durante o IV Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável, que ocorreu no Estádio Mané Garrincha.

Nesta edição, o Panorama apresentou exemplos de municípios que têm apresentado bons resultados em setores como segurança contratual, governança dos serviços, transparência e direito dos usuários, tarifas justas, respeito ao meio ambiente e compromisso com o direito ao saneamento. Sendo assim, esses municípios receberam o nome de “Cidades Saneadas”.

Além de todos os números e informações atualizadas da presença das concessionárias privadas no setor, o Panorama 2017 trouxe um capítulo especialmente dedicado aos gestores municipais, que encontram na publicação um capítulo com orientações específicas para avaliar e encaminhar a parceria privada como solução para suas cidades.

IMG_4757A prefeita de Araruama, Lívia Bello, deu seu depoimento durante o lançamento do Panorama. A prefeita contou sobre o processo de poluição da Lagoa de Araruama, que teve início na década de 1990, quando a população sofreu com a queda do turismo, da pesca e dos esportes náuticos, causando um grande prejuízo à economia do município. Segundo a prefeita, Águas de Juturnaíba teve um papel fundamental na despoluição da lagoa ao antecipar as metas de coleta e tratamento de esgoto.

“Em 2003, Águas de Juturnaíba começou o trabalho de coleta e tratamento de esgoto no município. Hoje, já temos 70% de coleta e tratamento de esgoto. Se tivesse seguido o contrato, isso só iria ter início este ano. Isso foi um ganho muito grande para o município e, por isso, eu digo e repito que é muito importante a parceria público-privada. Vão ser construídas as ETEs de Praia Seca e a ETE de Novo Horizonte, que estão previstas para serem concluídas em 2019. Com isso, chegaremos a mais de 90% de cobertura de esgoto. Águas de Juturnaíba faz parte da história de Araruama. Águas de Juturnaíba tem a sua assinatura na lagoa de Araruama”, elogiou a prefeita.

coletiva_20O superintendente da concessionária, Carlos Gontijo, participou do lançamento do Panorama para a imprensa em São Paulo, no dia 26 de abril, e do evento em Brasília. Águas de Juturnaíba assumiu os serviços de saneamento dos municípios de Araruama, Saquarema e Silva Jardim em 1998. Hoje, a concessionária atende 230 mil habitantes, que já contam com 98,6% de abastecimento de água e 72,6% de coleta e tratamento de esgoto.

“É um orgulho representar o Grupo Águas do Brasil nessa publicação. Esse reconhecimento é fruto do trabalho de todos os colaboradores de Águas de Juturnaíba, que se empenham em fazer um trabalho de qualidade todos os dias, e da Prefeitura, que sempre foi parceira nossa”, disse o superintendente.

Gontijo falou da antecipação das metas contratuais, que já superam os índices previstos para 2037.

“Em 2005, a meta prevista para tratamento de esgoto seria zero e nesse ano já estava em mais de 50%, meta esta contratualmente prevista para ser atendida até 2017. Ao final de 2016, no entanto, a cobertura de coleta e tratamento de esgoto da concessionária já superava 70%, uma meta prevista apenas para 2037, ou seja, antecipamos em mais de 20 anos a nossa obrigação contratual. Com ações conjuntas, a região recuperou o seu potencial econômico, com retorno do mercado turístico, esportivo, pesqueiro e imobiliário”, ressaltou Gontijo.

Uma novidade apresentada este ano pela publicação é o capítulo “Saneamento no Mundo”, no qual são apresentadas experiências da iniciativa privada bem-sucedidas e outras que enfrentaram dificuldades em diferentes países. Foram citados exemplos bem-sucedidos, como os do Chile e da Inglaterra, onde houve uma preocupação em se preparar o cenário para a concessão ao privado e também com o fortalecimento da regulação.