Código de conduta

Como colaboradores do Grupo Águas do Brasil, devemos agir em prol dos interesses do Grupo e evitar situações que podem configurar conflito de interesses. Esse tipo de situação ocorre quando um interesse pessoal ou até mesmo familiar interfere com nossa habilidade de realizar julgamentos e decisões profissionais imparciais e objetivas em nome do Grupo Águas do Brasil.

Conflitos de interesses ocorrem nas mais diversas situações. Este Código traz as situações mais comuns nas quais conflitos de interesses podem ocorrer. No entanto, caso o colaborador tenha dúvidas se a relação pode configurar um conflito de interesses, deve consultar o seu superior, Área de Compliance, o Embaixador da Ética ou o Comitê de Compliance antes de tomar qualquer atitude.

Assim, todos os colaboradores devem observar as seguintes regras de conduta para evitar conflitos de interesses:

  • Os colaboradores do Grupo Águas do Brasil devem levar em conta, na realização de seus eventuais investimentos pessoais, os conflitos de interesses com as atividades profissionais exercidas;
  • Os colaboradores do Grupo Águas do Brasil não devem utilizar o poder de seu cargo ou as informações privilegiadas obtidas em função das suas atividades, visando a obter quaisquer facilidades ou favorecimento pessoal para si ou para terceiros;
  • Os colaboradores possuem interesses pessoais, sendo livres para agirem de acordo com esses interesses fora de seu horário de trabalho. No entanto, atividades paralelas conflitantes que afetem o desempenho dentro do horário de trabalho, que utilizem a estrutura da empresa para fins particulares, não são permitidas. Os colaboradores do Grupo Águas do Brasil não devem trabalhar para empresas concorrentes, clientes, ou outros terceiros enquanto exercerem funções no Grupo Águas do Brasil e caso tal trabalho possa influenciar o correto desempenho de suas funções no Grupo;
  • Os colaboradores não devem aceitar, receber, oferecer ou entregar qualquer vantagem indevida, quando esse tipo de ato puder ou aparentar influenciar a tomada de decisão ou a adoção de práticas, por parte dos colaboradores (no caso de aceitação ou recebimento), ou do terceiro para o qual a vantagem foi oferecida ou entregue;
  • Os equipamentos e recursos do Grupo Águas do Brasil são disponibilizados e fornecidos para o bom desenvolvimento das atividades dos colaboradores. Não se deve fazer uso de equipamentos e recursos da empresa para fins particulares ou para outros fins que não os do Grupo Águas do Brasil;
  • Apesar de o Grupo Águas do Brasil respeitar e permitir o exercício e a defesa de opiniões e atividades político-partidárias, esses atos não devem ser realizados em nome do Grupo, no local de trabalho ou de modo a utilizar-se de recursos do Grupo Águas do Brasil;
  • Como regra geral, o Grupo não permite a subordinação entre parentes e familiares até o quarto grau, de forma a evitar conflitos de interesses. Contudo, casos específicos poderão ser analisados pelo Grupo. Em tais casos, a contratação somente será efetivada após a aprovação sequencial por parte dos ocupantes dos três cargos hierárquicos imediatamente superiores ao da função pleiteada, e, nas hipóteses em que se julgar necessário, a análise final ficará a cargo do Diretor-Presidente do Grupo. Esta regra é válida apenas para as novas contratações, realizadas após a divulgação do Código. Todos os colaboradores contratados para trabalhar no Grupo Águas do Brasil devem passar por processos seletivos, não devendo haver pressão indevida para a contratação de qualquer pessoa. Possíveis conflitos de interesses no caso de colaboradores que trabalham no mesmo setor ou que mantenham relações de subordinação com seus familiares serão devidamente monitorados.

Relações de parentesco entre colaboradores

Relações de parentesco, casamento ou união estável entre integrantes do Grupo Águas do Brasil podem ensejar situações que caracterizem conflito de interesses. Nesse sentido, devem ser evitados, exemplificativamente, os seguintes comportamentos entre integrantes do Grupo Águas do Brasil que tenham vínculo de parentesco, celebrado casamento ou constituído união estável:

  • Assinar documentos relativos ao Grupo Águas do Brasil em conjunto;
  • Um avaliar o outro para efeitos de bônus ou promoção;
  • Aprovar (ou influenciar a aprovação de) despesas ou contas um do outro;
  • Ser gestor da área do outro;
  • Ser integrante da mesma equipe;
  • Haver grau de subordinação de um em relação ao outro;
  • Participar da aprovação de gastos ou benefícios para o outro (treinamentos, cursos, etc.);
  • Votar (ou influenciar a votação) em questões que, direta ou indiretamente, se relacionem com o outro;
  • Procurar se envolver ou influenciar quaisquer decisões que gerem consequências para o outro;
  • Atuar como porta-voz ou defensor do outro.

No momento de sua admissão ou a qualquer tempo, conforme orientações contidas na Política Interna de Conflito de Interesses, os integrantes do Grupo Águas do Brasil devem informar , situações de relações de parentesco, casamento ou união estável que configurem real, potencial ou aparente Conflito de Interesses.

Relações de parentesco com Agentes Públicos

Ademais, devem informar caso o seu cônjuge, companheiro ou parente em linha reta ou colateral, por consanguinidade ou afinidade, até o quarto grau, ocupar cargo público, principalmente quando de confiança, gerencial ou da alta administração de órgão ou entidade da Administração Pública, direta ou indireta, em todos os níveis da Federação.

A Área de Compliance será responsável pelo tratamento e guarda dos dados e encaminhará para o Comitê de Compliance, para análise e deliberação, quando julgar necessário.