Aceiro feito por Águas do Imperador protege Monumento Natural da Pedra do Elefante

 

O aceiro feito por Águas do Imperador na região do Taquaril impediu que o Monumento Natural da Pedra do Elefante fosse atingido pelo incêndio originado na Posse, no dia 21 de julho. A exemplo do ocorrido em outras ocasiões, como em 2011, os aceiros se mostram como a melhor medida para evitar a propagação do fogo em encostas.

 

Para preservar essa área, onde estão várias nascentes de água responsáveis pelo abastecimento de boa parte dos distritos, Águas do Imperador atua na região, desde 2007, fazendo aceiros e plantando árvores nativas da Mata Atlântica. Desde então, 10 quilômetros de aceiros foram realizados e 6.206 mudas de 30 espécies nativas foram plantadas numa área de 80.000 m². Neste ano também será realizado o Projeto de Recuperação de Área Degradada (PRAD) na Posse, com o plantio de 1.060 mudas de espécies nativas da Mata Atlântica e 707 mudas de Eucalipto, em uma área de 5.782 m², nos limites do Monumento Natural da Pedra do Elefante.

 

“O cuidado e a preservação das nascentes e das matas ciliares em seu entorno é, para nós, de Águas do Imperador, uma pauta constante, pois a região é muito árida e os aceiros são a garantia de mitigar os impactos causados pelos indesejáveis e recorrentes incêndios”, declarou o superintendente de Águas do Imperador, Marcio Salles.

 

“Os aceiros são essenciais para evitar e reduzir a propagação de incêndios florestais, sendo de suma importância a Educação Ambiental e a fiscalização como ferramentas complementares na prevenção a esses incêndios, ajudando a população a compreender os malefícios que as queimadas provocam. A Secretaria de Meio Ambiente trabalha em prol da conservação e preservação, e o tema queimadas deve ser levado a sério, principalmente no período de estiagem”, conclui o secretário de Meio Ambiente, Edmardo Campbell.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *