ETA Araras garantirá a segurança hídrica de Petrópolis

 

A Estação de Tratamento de Água (ETA) Araras está em sua etapa final de construção. Com o fim da obra, a ETA, que começa a operar a partir de dezembro, irá agregar mais de 9 milhões de litros por dia ao sistema de abastecimento. Além disso, beneficiará diretamente 123 mil moradores de Nogueira, Itaipava, Pedro do Rio e Posse e, indiretamente todo o município, pois será interligada aos seis principais sistemas de abastecimento, permitindo a distribuição de água acordo com a demanda regional e garantindo a segurança hídrica de Petrópolis pelos próximos 50 anos.

 

A ETA Araras consolida o conceito de saneamento sustentável: dotada da mais avançada tecnologia e com processos inteiramente automatizados, operacionalizados e controlados por um Centro de Controle Operacional (CCO) de última geração, será possível o reaproveitamento total da água processada e resíduos resultantes.  O método de tratamento é de ciclo completo: floculação, decantação, filtração e desinfecção – com reaproveitamento da água de lavagem dos filtros e decantadores, além de um sistema de tratamento de lodo, cujo resíduo final pode ser utilizado na confecção de cerâmica, por exemplo.

 

A   captação será feita por meio de bombas anfíbias, que permitem a sucção em qualquer localização dentro de rios ou em áreas alagáveis. O cloro necessário para a desinfecção da água será gerado na própria unidade, por meio de hidrólise do sal, o que representa grande ganho em segurança e economia, quando comparado com outros métodos de desinfecção.

 

A obra entra em sua fase final com o término da construção do Bloco Hidráulico, uma estrutura com 750m³ de concreto para uma área construída de 370m². A montagem hidromecânica e as instalações elétricas necessárias para instalação dos mais de 120 instrumentos e equipamentos já foram iniciadas. A ETA Araras contará com laboratório para análises da qualidade da água bruta e tratada, um reservatório com capacidade para dois milhões de litros, e ainda com um auditório para atividades de educação ambiental.

 

 

 

A obra representa um marco para o saneamento de Petrópolis. Sua inclusão no sistema de abastecimento da cidade é estratégica e planejada em consonância com as necessidades dessa região, notadamente a de maior crescimento e adensamento demográfico, além de garantir o equilíbrio no abastecimento de toda a cidade.

 

“A ETA Araras é um marco no saneamento de Petrópolis. Além de ser uma estação de tratamento totalmente sustentável e, instalada na alça de acesso de Itaipava – o eixo geográfico da cidade – sua produção vai garantir segurança hídrica para o município”, explica superintendente de Águas do Imperador, Marcio Salles.

 

Segundo o coordenador de Operações, Neylton Maluf, a ETA Araras vem para consolidar o conceito de sustentabilidade e preocupação com o meio ambiente, sempre presente nas ações de Águas do Imperador.

 

“A unidade respeita todos os conceitos de geração de valor sustentável, uma vez que a água produzida tem menor impacto para o meio ambiente devido á recirculação da água de lavagem de decantadores e filtros, e o resíduo sólido do processo pode ser reutilizado na fabricação de tijolos cerâmicos. Essa importante obra eleva ainda mais Petrópolis aos melhores patamares no saneamento nacional”, pontua Neylton Maluf.

 

Para o coordenador de Engenharia Projetos e Obras, Gabriel Taubman Costa, a qualidade do empreendimento ETA Araras é um espelho da excelência e competência da Águas do Imperador e de todo Grupo Águas do Brasil.

 

“O projeto foi amplamente estudado e discutido pelos setores de Engenharia, Operações e Pesquisa & Tecnologia, e hoje está ganhando forma com a utilização das melhores técnicas de engenharia do mercado de saneamento. No pico, serão mais de 60 trabalhadores e seis empresas atuando simultaneamente nas obras civis, montagem mecânica e instalações elétricas”, finaliza Gabriel Taubman Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *