Nossa história

2019

No bairro São José, uma adutora que interliga o poço até o reservatório foi substituída. Além disso, também foi realizada a substituição de todas as redes de distribuição de água e ligações das residências dessa localidade, contribuindo para uma maior segurança no abastecimento, diminuição de vazamentos e consequente redução de perdas.

 

Continuam as obras de setorização no sistema de distribuição de água da cidade, com o objetivo de garantir uma maior segurança no abastecimento e redução de perdas.

 

O poço P8 (Nova Jahu) foi modernizado, desde a substituição das bombas até as instalações elétricas e materiais hidráulicos.

 

Entre o Jardim das Paineiras e o Parque do Rio Jahu, foi concluída a construção de uma treliça metálica para suporte e transposição de duas novas adutoras de água potável sobre o Rio Jahu. A conclusão dessas obras trouxe mais segurança e flexibilidade no abastecimento de água aos moradores dos bairros Jorge Atalla,  Jardim Netinho Prado, Jardim São Francisco, Chácara São José, Jardim Bernardi, Chácara Bela Vista, Chácara Auler, Jardim Santa Rosa, Parque Residencial Itamarati, Jardim Ferreira Dias, Jardim Paulista, Vila Pires de Campos, Vila Falcão, Jardim Alvorada, Jardim Alvorada II, Jardim América, Jardim Diamante, Jardim Regina e Vila Vicente.

 

Foi iniciada a construção de um novo reservatório de água de 500 mil litros no bairro Frei Galvão, garantindo maior segurança no abastecimento da região.

 

Foram concluídas as obras de implantação de dois coletores-tronco e da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) no distrito de Potunduva. Além disso, foram concluídas as obras de implantação do coletor-tronco e da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Pouso Alegre. Desta forma, o município de Jaú passou a ter 100% de esgoto coletado e 99,8% de esgoto tratado.

Foi iniciada a obra de transposição de duas adutoras sobre o Rio Jahu, localizadas no Parque do Rio Jahu. Essa obra é fundamental para garantir segurança e flexibilidade no abastecimento aos moradores dos bairros Jorge Atalla, Jardim Netinho Prado, Jardim São Francisco, Chácara São José, Jardim Bernardi, Chácara Bela Vista, Chácara Auler, Jardim Santa Rosa, Parque Residencial Itamarati, Jardim Ferreira Dias, Jardim Paulista, Vila Pires de Campos, Vila Falcão, Jardim Alvorada, Jardim Alvorada II, Jardim América, Jardim Diamante, Jardim Regina e Vila Vicente.

As obras da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Potunduva e dos coletores-tronco nos córregos do distrito foram iniciadas. Ao final da obra, toda a bacia hidrográfica de Potunduva será despoluída.

 

Reativação do reservatório R8, localizado na avenida Netinho Prado, trazendo maior segurança no abastecimento para aproximadamente 2.800 famílias.

 

Uma adutora de 1.150 metros foi implantada entre os reservatórios R10 (Avenida Ítalo Mazzei, no Jardim Olímpia) e R8 (Avenida Netinho Prado), beneficiando os moradores dos bairros Conjunto Habitacional Ibirapuera, Jardim Campos Prado I e II, Jardim Maria Cibele, Vila Maria, Vila Real, Jardim Carolina I e Vila São Judas Tadeu.

 

O projeto de setorização nos bairros Conjunto Habitacional Ibirapuera, Jardim Campos Prado I e II, Jardim Maria Cibele, parte da Vila Maria, Vila Real, Jardim Carolina I e Vila São Judas Tadeu teve início, visando o combate às perdas no município.

 

Em parceria com o Corpo de Bombeiros de Jaú, iniciou a instalação e o remanejamento de hidrantes para combate a eventuais incêndios.

 

A Estação de Tratamento de Água (ETA) 1, localizada no bairro Jardim Continental, teve as suas instalações reformadas, com a substituição de adutora interna de água tratada, modernização de equipamentos e pintura.

 

Ventosas (dispositivo de eliminação de transientes hidráulicos) foram instaladas na adutora que interliga a ETA 1 ao R2, proporcionando maior segurança operacional.

 

Ampliação da rede de esgoto e substituição de ligações na Avenida Dudu Ferraz, beneficiando os moradores do bairro Chácara São Joaquim.

 

Foram implantados 17 DMCs (distrito de medição e controle) e instaladas Válvulas Redutoras de Pressão em diversos pontos da cidade, com foco na redução de pressão e perdas.

A ativação do Poço P3P, no distrito de Potunduva, garantiu o abastecimento contínuo aos moradores. O distrito tinha disponíveis 2.280 litros por minuto e o P3P tem capacidade de produção de 1.680 litros de água por minuto, reforçando o abastecimento dos moradores do distrito.

 

Foi implantada uma estação elevatória de esgoto bruto no bairro Concha de Ouro, eliminando a caixa coletora  até então existente, tornando desnecessária a retirada e o transporte do esgoto, o que causava incômodo para a população.

 

Também foi feito um novo reservatório de água na Vila Ribeiro, com capacidade de 50 mil litros, aumentando a reservação para abastecer o bairro, que tinha uma única unidade para 25 mil litros, além de melhorar a distribuição.

 

Foi instalado um macromedidor para a saída do reservatório T2,  beneficiando os bairros  Jardim Santa Helena, Jardim Odete, Jardim Sanzovo, Chácara Flora, 1ª e 2ª Zona Industrial, Vila Nova Jaú, Vila Industrial, Jardim Concha de Ouro, Jardim Estádio, Jardim Maria Luiza I, Jardim Maria Luiza II, Jardim Maria Luiza III, Jardim Maria Luiza IV, Jardim Conde do Pinhal I e Jardim Maria Luiza IV.

 

Bairros Atendidos
Toda a cidade é abastecida por rede de água.

Foram implantadas seis novas adutoras: uma interligou os reservatórios R9/T9 e R13, beneficiando os bairros Jd. Parati e Itatiaia, e outra, no booster Paineiras, beneficiou os bairros Jd. Paineiras, Sempre Verde e BNH. A terceira, na avenida do Café, beneficiou os moradores da vila  Maria Cristina.

Uma nova adutora interligou os reservatórios R2/T2 ao RP8 e estações elevatórias, dando flexibilidade a esse sub-sistema e a quinta substituiu a antiga rede existente sob residências no Jd. Conde do Pinhal e Maria Luiza II e III. Também foi substituída adutora existente em Pouso Alegre, solucionando os constantes vazamentos nas redes e paralisações de abastecimento.

Novas estações elevatórias de água tratada foram implantadas, melhorando o abastecimento dos bairros Pedro Ometto e  Orlando Ometto.

Foram construídos 12 sistemas de tratamento individual de esgoto no bairro de Independência, garantindo a melhor solução para o seu destino final.

Foi instalado um macromedidor para a saída do reservatório T9,  beneficiando os bairros Jd. Ameriquinha, Jd. Pires de Campos, Conjunto Residencial Bernardi, Condomínio Jd. Alvorada, Vila dos Comerciários e Villagio di Roma.

Foi montado um espaço kids, para crianças, enquanto os pais são atendidos. 

Águas de Jahu assumiu os serviços na cidade de Jaú em abril de 2015. Para iniciar sua operação e atender com excelência os jauenses, foram montadas uma sede operacional, com almoxarifado, e uma loja de atendimento, no Centro, proporcionando mais conforto e facilitando o acesso dos clientes. Uma frota de veículos novos também foi adquirida. Foi instalado um call center, com ligação gratuita para os clientes, e teve início o atendimento itinerante em alguns locais.

O Centro de Controle Operacional foi instalado para controlar os sistemas de abastecimento de água em tempo real, com acionamento de válvulas liga e desliga em alguns sistemas de bombeamento, e visualização do nível dos reservatórios.

Foram instalados macromedidores  em todas as unidades de produção, para acompanhar o volume de água produzido, e controle de eventuais perdas na distribuição. Teve início um programa de combate a perdas, com pesquisa de vazamentos não-visíveis  (geofonamentos), instalação de válvulas de redução de pressão e setorização.

A concessionária solucionou a constante falta de água no bairro Maria Luiza IV, com a reforma e ativação do reservatório existente e implantando um sistema de bombeamento e uma nova adutora.