Obras da adutora de Amparo recebem visita do prefeito Renato Bravo

O prefeito de Nova Friburgo, Renato Bravo, e o superintendente de Águas de Nova Friburgo, João Henrique de Sá, visitaram, no dia 16 de abril, dois trechos das obras de extensão de rede da adutora de Amparo, localizados na RJ-150 e na de Parada Folly. O objetivo das obras é interligar o distrito de Amparo ao principal sistema de abastecimento de água da cidade, o sistema de Rio Grande de Cima, responsável pela distribuição de água tratada para 60% da população urbana.

Já foram executados 3.815 metros de rede no distrito de Amparo, ou seja, 46,28% da extensão total de rede prevista no projeto, que é de 8.243 metros.

“A palavra que quero destacar nesse momento é ‘parceria’. A concessionária tem atendido aos nossos apelos. Esse é um sonho antigo da população de Amparo e as obras, que já chegaram à metade, vão melhorar a qualidade de vida de todos no distrito”, frisou Renato Bravo.

João Henrique de Sá explicou que o manancial que abastece a Estação de Tratamento de Água (ETA) de Amparo não é permanente e, nos períodos de seca, tem a vazão muito reduzida. Após as obras de extensão de rede, a ETA vai oferecer mais que o dobro de litros de água tratada por segundo.

“A interligação com o sistema de Rio Grande de Cima (RGC) vai resolver definitivamente os problemas de desabastecimento em períodos de seca. O sistema RGC tem produtividade estável, mesmo em períodos de estiagem, pois a captação é feita no Rio Grande, que mantém o nível estável o ano inteiro. Quando a interligação estiver concluída, o fornecimento de água pela ETA Amparo será de 25 litros por segundo, mais do que o dobro produzido atualmente”, afirmou o superintendente.

A equipe do setor de Engenharia da concessionária informou ainda que, além das obras de extensão de rede, o projeto prevê a construção de um reservatório com a capacidade de 100m³ e um booster (propulsor) para o abastecimento do reservatório existente no Loteamento Tiradentes.

“Serão investidos cerca de 2,4 milhões de reais em parceria com o BNDES e a previsão é de que as obras estejam concluídas em agosto deste ano”, finalizou João Henrique de Sá.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *