Campos dos Goytacazes inaugura ETE Lagoa do Vigário

 

Já está em funcionamento a oitava estação de tratamento de esgoto de Campos dos Goytacazes, a ETE Lagoa do Vigário. Com a nova estação, inaugurada em 13 de fevereiro, Águas do Paraíba passa a coletar e tratar 90% do esgoto da área de concessão.

 

A nova estação fica no Parque Vicente Dias, ao lado de outra ETE que já estava em funcionamento desde 2005, a ETE Guarus. Essas duas, juntamente com a ETE Codin, garantem a coleta e o tratamento de esgoto em toda a área de Guarus, na margem esquerda do rio Paraíba do Sul, com aproximadamente 200 mil habitantes.

 

“Com essa nova estação, estamos avançando para a universalização do saneamento em Campos dos Goytacazes, garantindo mais qualidade de vida, e melhor saúde, com preservação do meio ambiente, fazendo do município um modelo de saneamento para o Brasil”, destaca o superintendente de Águas do Paraíba, Juscélio Azevedo.

 

Desde 1999, quando a concessionária Águas do Paraíba chegou a Campos dos Goytacazes, foram investidos em água e esgoto cerca de R$ 400 milhões. Esse volume de investimentos garante a distribuição de água de qualidade, em quantidade e com flúor para 98% da população. O sistema é composto de 46 unidades produtoras e 76 distritos, subdistritos, localidades e comunidades, inclusive na área rural do município, com mais de 1.200 quilômetros de redes e adutoras.

 

Além disso, o sistema de esgoto é um dos maiores do estado do Rio. Garante a coleta e tratamento de esgoto de 90% da população urbana – que concentra mais de 80% dos moradores de todo o município – através de oito estações em operação, além de mais de 200 estações elevatórias, interligadas a uma malha de interceptores e redes de mais de mil quilômetros de extensão.

 

Essa cobertura de água e esgoto assegura para Campos dos Goytacazes a terceira melhor posição em saneamento no Estado do Rio de Janeiro – em primeiro lugar está Niterói e em segundo Petrópolis, também integrantes do Grupo Águas do Brasil – e entre os 50 melhores municípios do país, de acordo com o ranking 2020 do Instituto Trata Brasil, com base em dados oficiais do Sistema Nacional de Informações em Saneamento (SNIS).

 

Toda essa grande estrutura de água e de esgoto é supervisionada e controlada, em tempo real, através de tecnologia de primeiro mundo em moderno Centro de Controle Operacional, com tecnologia digital e monitoramento a distância, funcionando 24 horas por dia, nos sete dias da semana.

 

ETE Lagoa do Vigário

 

A Estação de Tratamento de Esgoto Lagoa do Vigário é construída em área de cinco mil metros quadrados, com a capacidade total de tratar, inicialmente, 90 litros de esgotos por segundo.

 

Na ETE Lagoa do Vigário e no seu novo sistema de coleta e transporte de esgoto foram investidos mais de R$ 60 milhões de reais, exigindo a implantação de mais cem quilômetros de redes de esgoto e elevatórias, ampliando o serviço de saneamento para mais de 100 mil pessoas, distribuídas em mais de 40 bairros e conjuntos habitacionais que compõem a grande Guarus.

 

A ETE Lagoa do Vigário incorpora as mais avançadas técnicas, infraestrutura e equipamentos do mundo, para o completo tratamento de esgoto, através de sistema aeróbio e anaeróbio, devolvendo à natureza água limpa e descontaminada de impurezas, permitindo o reúso da água resultante do efluente tratado para molhação de praças e jardins e pela construção civil.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *