Águas de Niterói

Em novembro de 1999, a concessionária Águas de Niterói assumiu os serviços de distribuição de água, coleta e tratamento de esgoto no município de Niterói, no estado do Rio de Janeiro. Com uma população superior a 490 mil habitantes, a cidade é destaque nos índices de qualidade de vida, com um dos melhores serviços de saneamento básico do país. Durante todo o tempo de concessão estão previstos investimentos na ordem de mais de R$ 1 bilhão.

O município de Niterói é abastecido pelo sistema Imunana-Laranjal, operado pela empresa CEDAE. Através do canal de Imunana, o sistema bombeia a água bruta captada no rio Macacu – que, por sua vez, recebe águas do afluente Guapiaçu – até a Estação de Tratamento de Água Laranjal, em São Gonçalo. Do volume total de água tratada pela ETA Laranjal, 2.100 litros por segundo são destinados para o município de Niterói.

Resultados

Nos primeiros cinco anos de atuação, Águas de Niterói conseguiu levar água tratada para 100% da população, superando o índice de 72% anterior à concessão. Para isso, foi implantado o sistema de distribuição de água para toda a Região Oceânica, Pendotiba, Várzea das Moças e Rio do Ouro. Também foram construídos 450 km de redes de distribuição de água, 12 km de adutoras e cerca de 40 mil ligações domiciliares.

Nesses anos, a concessionária vem realizando diversos trabalhos para melhorar os serviços prestados à população, como a implantação de novos reservatórios no bairro Caramujo, de 6 milhões de litros, e outro no Centro da cidade, de 3 milhões de litros. A empresa ainda construiu mais três reservatórios de água, com a capacidade total de 9 milhões de litros, na Região Oceânica e em Pendotiba.

Águas de Niterói atingiu um dos menores índices de perdas de água do país. Quando assumiu, em 1999, o índice era de 40% e chegou a 16%.
Com a chegada de Águas de Niterói, o sistema de coleta e tratamento de esgoto da cidade, que antes chegava a apenas 35% da população, também atingiu uma importante marca. Por meio de oito estações de tratamento, a concessionária atende 93% da população, que passou a contar com esgoto coletado e tratado. A empresa investiu em obras de ampliação da ETE Toque-Toque, visando absorver o crescimento da cidade, e de melhorias na ETE Icaraí, contribuindo para o processo de despoluição da Baía de Guanabara.

Outros investimentos foram realizados, como a construção das estações de tratamento de esgoto de Itaipu, Camboinhas, Jurujuba, Barreto, Maria Paula, e a reforma da ETE de Mocanguê. Também foram implantados 280 km de rede e 46 bombas elevatórias de esgoto.

Todo o trabalho realizado na região rendeu conquistas importantes para a cidade. Em 2015, Niterói ficou em 6° lugar do país no ranking divulgado pelo Instituto Trata Brasil.

Nos próximos cinco anos, com a implantação do sistema de coleta e a construção das ETEs Sapê e Badu, Águas de Niterói completará os serviços de esgotamento sanitário na região de Pendotiba.

A concessionária também desenvolve e apoia programas socioambientais, como o projeto ‘Niterói de Águas Limpas’, que promove a limpeza da Baía de Guanabara por meio de um sistema moderno de embarcação, importado da França, que realiza a retirada do lixo flutuante da superfície da água.