Nossa história

2017

A concessionária investiu na implantação e substituição de mais de 40 quilômetros de redes de água no Parque Pomares, Boa Vista, Vila  Manhães, Porto Belo, Cidade Verde, Vila Industrial, Tapera, Boa Vista e Travessão. Também realizou obras melhorando a adução de água para Guarus, no Parque São Matheus, além dos Parques Nova Brasília e Pecuária. Outro investimento importante foi a Interligação de adutora de 500mm, da rua dos Goytacazes a Av. Presidente Kennedy, aumentando o abastecimento para os bairros do Jockey, Flamboyant e adjacências. Na parte de esgoto, deu continuidade às obras da ETE Esplanada e deu início à construção da Estação de Tratamento da Lagoa do Vigário.

Na área de tecnologia, Águas do Paraíba ampliou para 65 o número de elevatórias de esgoto automatizadas; instalou painéis solares em pontos sem energia elétrica para medição de consumo de água, e instalou dezenas de sensores remotos para verificação de vazão de água em adutoras de água.

Águas do Paraíba, estendeu 7.800 metros de adutora, sendo 3.500 metros para o bairro de Ururaí e 4.300 metros para o Alphaville. A concessionária também construiu 15 mil metros de rede de distribuição de água em diversos bairros da cidade como Tapera, Jardim Boa Vista e Parque Pomares.

Foram incluídos, no escopo da concessão, o fornecimento de água em 52 distritos do município. O projeto consistiu na ampliação/melhoria do sistema de água de 52 distritos da cidade de Campos dos Goytacazes. Foram executados serviços, como levantamento de vazão e qualidade da água, instalação de medidores, reformas, instalação e adequação de filtros, instalação de bombas, automação das unidades, extensões de redes, construção de unidades.

Todos os serviços corresponderam às intervenções que foram capazes de garantir o atendimento aos novos usuários, decorrentes do crescimento populacional e da consequente expansão imobiliária, que se estabeleceram dentro do perímetro de atuação da concessionária.

A empresa também investiu na coleta e tratamento de esgoto, iniciando a construção da 1ª Fase da estação de tratamento de esgoto Esplanada para 90 l/s. Também foram estendidos 25 km de rede coletora de esgoto em diversos bairros de Guarus, como Cidade Luz, Parque Santa Rosa, Parque Guarus, Parque Lebret, Parque São Silvestre, Parque Prazeres, Parque Fundão, Parque Custodópolis, e no distrito sede nos bairros Parque Saraiva e Parque Varanda do Visconde.

Águas do Paraíba fez uma extensão e a substituição de rede de água de 5,2km nos bairros Tapera (60%), entre outros bairros da região. A concessionária implantou ligações novas de água em 3 mil unidades da cidade, substituiu hidrômetros, e construiu quatro adutoras de 2,5km nos bairros Parque Santa Rosa e Rodoviário.

A concessionária ainda investiu na coleta e tratamento de esgoto, como a adequação na ETE Paraíba, duas extensões de rede de esgoto de 14km, três ligações novas de esgoto em 14 mil unidades e construção de mais quatro elevatórias para aumentar a vazão da ETE Paraíba na cidade.

Águas do Paraíba também construiu quatro elevatórias, cinco interceptores e realizou mais seis recalques nos bairros da região.

Águas do Paraíba realizou extensão e substituição da rede de água de mais de 20km e duas ligações novas de água nos bairros Parque Tocos, Fundão, Vila Olímpica, Rodoviário, Morar Feliz Ururai, Morar Feliz, Dores de Macabu, Travessão, Farol de São Thomé, Estancia, Estancia da Penha, Guarus, Flamboyant, Morar Feliz Ponta Grossa, Niterói, Santa Rosa, Morar Feliz Santo Eduardo, Rui Barbosa, Esplanada, Lebret, Morar Feliz, Saturnino Braga e Tapera.

A concessionária substituiu hidrômetros em diversos bairros da região de Campos dos Goytacazes e construiu quatro adutoras de 3,5km nos bairros do Parque Jockey, Solar da Penha, Guarus e Morar Feliz Ururai.

A empresa também investiu na coleta e tratamento de esgoto, como uma adequação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Paraíba, duas extensões de rede de esgoto de 36km nos bairros Parque Jockey, Pecuária, Rui Barbosa, Morar Feliz Ururai, Parque Nova Brasília, Guarus, Barão do Rio Branco, João Seixas, Califórnia, Esplanada, Vicente Gonçalves Dias e Julião Nogueira. Além disso, Águas do Paraíba construiu mais três ligações de esgoto nos bairros Parque Jockey, Pecuária, Rui Barbosa, Morar Feliz Ururai, Parque Nova Brasília, Guarus, Barão do Rio Branco, João Seixas, Califórnia, Esplanada, Vicente, Gonçalves Dias e Julião Nogueira.

A concessionária ainda construiu quatro elevatórias, cinco interceptores e realizou mais seis recalques nos bairros da região.

O ano começou com obras para a implantação da sétima estação de tratamento de esgoto de Campos, a ETE Esplanada. Além deste bairro, a ETE vai atender o Parque Nova Brasília, Pecuária, Julião Nogueira e Condomínio Nahsville.

Também em 2013 foram realizadas as seguintes obras: implantação das redes coletoras de esgoto do Jockey e adjacências; construção de mais cinco elevatórias de esgotos; instalação do primeiro biodigestor (Terra Prometida); implantação da adutora da Rua Saldanha Marinho até  a Av. Presidente Kennedy; construção do segundo módulo da ETE Paraíba; inauguração da adutora de água no bairro Santa Rosa; substituição das redes de água e esgoto do Centro Histórico; implantação de rede de esgoto da Av. Arthur Bernardes (2ª fase) e de mais 10 km de extensão de rede de água e 60 km de esgoto: Projeto Morar Feliz – Ururaí; substituição e expansão de rede de água na Av. Nazário Pereira Gomes; substituição da adutora de água da RJ 216 (Santo Antônio / Donana).

Os investimentos em esgoto continuam avançando. Neste ano, foram implantados mais 60km de redes coletoras. No aniversário da cidade, 28 de março, foi inaugurada a sexta estação de tratamento de esgoto do município. Com a ETE Paraíba, no Matadouro, Campos dos Goytacazes passou a ser a primeira cidade do Estado do Rio a não lançar esgoto in natura no rio Paraíba do Sul.

Neste ano, foi inaugurado o terceiro reservatório gigante de Água, na Penha, com a capacidade de 2 milhões de litros de água, reforçando o abastecimento para a área Sul da cidade e as localidades de Tapera e Ururaí. Também foram implantados mais 50km de redes coletoras de esgoto.

O ano de 2010 garantiu importantes conquistas e realizações para a empresa. Além dos R$ 120 milhões já investidos nos últimos anos, foram anunciados mais R$ 100 milhões. Também em 2010, foi inaugurada a quinta estação de tratamento de esgoto de Campos, na localidade de Donana. Ainda em 2010, Águas do Paraíba passou a ser a primeira e única empresa de saneamento do Rio de Janeiro a receber o Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento, da Associação Brasileira de Engenharia Ambiental e Sanitária.

Três grandes obras marcaram o ano de 2009, quando a concessionária completou 10 anos de operação. A inauguração da Estação de Tratamento de Água Imperial; o reservatório de grande capacidade de água em Guarus e o abastecimento do distrito de Travessão, que recebe água da ETA Coroa, através de 13 km de rede adutora. Em 24 de agosto de 2009, por determinação da Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes, Águas do Paraíba passou a ser responsável pela limpeza de fossas sépticas em todo o município. Águas do Paraíba finalizou a construção do segundo reservatório de grande capacidade de água, na entrada da cidade, às margens da BR 101.

Águas do Paraíba inaugurou a terceira estação de tratamento de esgotos do município. Está localizada no Bairro Industrial da Codin. A ETE, que tem o nome da localidade, atende, além de indústrias instaladas ao seu redor, a população de baixa renda circunvizinha.

Dando prosseguimento aos investimentos em esgotos, em 2007 foi inaugurada a segunda estação de tratamento de Campos, em Guarus, na margem esquerda do rio Paraíba do Sul. É uma unidade de nível secundário. Dispõe de sistema aeróbio e anaeróbio e área suficiente para expansões, de acordo com as necessidades do principal subdistrito de Campos.

Em 2005 e 2006, as prioridades foram as expansões das redes coletoras de esgoto e a ampliação e automatização das elevatórias de esgoto – que eram apenas 20 e atualmente são mais de 150 – indispensáveis para eficiente coleta e recalque do efluente na cidade que tem topografia plana, a apenas 14 metros acima do nível do mar.

A quarta nova estação de tratamento de água construída por Águas do Paraíba foi inaugurada em 2004, na localidade de Donana. Além de abastecer o distrito, também é responsável pela distribuição de água em Travessão e Tocos. É estrategicamente localizada para a ampliação do abastecimento dos bairros da Penha, Nova Penha e Novo Jockey. A concessionária também implantou a primeira estação de tratamento de esgoto do município, a ETE Chatuba. Com tratamento de nível terciário, a estação é uma das mais modernas e complexas do país, pois remove mais de 97% das impurezas do efluente, devolvendo água limpa e sem contaminação à natureza.

Enquanto expandia as redes de abastecimento de água, na cidade e no interior, e recuperava e ampliava as unidades de produção e tratamento de água (15 no total), já em 2003 iniciava as obras da primeira estação de tratamento de esgotos do município – após 100 anos sem investimentos no setor.

A principal estação de tratamento de água do município, da Coroa, também conhecida como ETA-1, foi totalmente remodelada e ampliada. A partir deste ano, sua capacidade de produção de água foi duplicada de 600 para 1200 litros por segundo. A estação foi totalmente automatizada e passou a dispor de Centro de Controle Operacional à distância. É uma das maiores e mais complexas do Rio de Janeiro.

A concessionária inaugurou a segunda estação de produção e tratamento de água, em Boa Vista, para atender ao maior balneário do município, Farol de São Thomé, nova fronteira de expansão de serviços e instalações da Petrobras. O sistema tem quatro poços profundos, que produzem 100 litros de água por segundo.

Foi inaugurada a primeira estação de tratamento de água, em São Sebastião, que também atende ao distrito de Poço Gordo, eliminando definitivamente o problema de excesso de ferro na água, que era crônico nas duas localidades.

Águas do Paraíba iniciou suas atividades na cidade de Campos dos Goytacazes em 14 de setembro de 1999.