Responsabilidade ambiental

Educação Ambiental

O Programa de Educação Ambiental do Grupo Águas do Brasil – Olhar Ambiental – é um programa que possibilita o planejamento e o gerenciamento das ações de Educação Ambiental desenvolvidas pelo Grupo. Em parceria com os diversos setores da sociedade, a iniciativa visa promover e apoiar ações de educação ambiental, como: transmissão de conhecimentos sobre os processos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário; difusão de práticas de conservação do meio ambiente, sobretudo através do uso consciente da água; gestão de resíduos e universalização do saneamento básico.

Anualmente, são estabelecidas metas para serem atingidas pelas concessionárias, com o objetivo de sensibilizar o maior números de pessoas possíveis. O escopo do Programa abrange vários tipos de atividades voltadas tanto a colaboradores da empresa quanto a estudantes de instituições de ensino (escolas e academia), clientes, comunidades e fornecedores.

De acordo com cada público, as ações também contam com um material de apoio e atividades, como: cartilhas, jogos didáticos, brindes e folders informativos.

Confira abaixo as atividades relacionadas ao Programa Olhar Ambiental:

As concessionárias do Grupo desenvolvem visitas orientadas para alunos de redes públicas e privadas de ensino. As visitas são realizadas e acompanhadas por um Facilitador do Programa ou por colaboradores da unidade operacional, que ensinam aos visitantes os processos de tratamento de água e de esgoto, o uso consciente da água e a preservação do meio ambiente.  A iniciativa também é promovida para os colaboradores da empresa.

Durante o ano, algumas concessionárias desenvolvem concursos que promovem a cultura da sustentabilidade junto à sociedade local. O concurso Amigo da Água é um projeto de conscientização ambiental, promovido em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Nova Friburgo para alunos da rede pública do município. Além disso, são realizados diversos concursos junto ao público interno, estimulando a criação e a participação em temas ligados às questões socioambientais, culturais, saúde e segurança.

Em datas comemorativas como o Dia Mundial da Água (22/03) e o Dia Mundial do Meio Ambiente (5/06), as concessionárias do Grupo desenvolvem práticas de Educação Ambiental para a população e colaboradores da empresa. Palestras, exposições, oficinas e workshops são realizados em parcerias com o poder público, terceiro setor, instituições de ensino, dentre outros membros da sociedade.

As concessionárias promovem em escolas, institutos, comunidades, entre outros locais, palestras, apresentações de vídeos e jogos interativos, além de distribuírem materiais educativos sobre o tratamento da água e do esgoto e a necessidade de preservação do meio ambiente.

Em 2017, o Programa Olhar Ambiental foi premiado no 2º Prêmio de Sustentabilidade do Sindcon (Sindicato Nacional das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto), obtendo a primeira colocação na categoria institucional. O prêmio reconhece os melhores projetos e iniciativas promovidas pelas concessionárias privadas de saneamento, que privilegiam ou buscam promover práticas sustentáveis.

Gestão de Resíduos

Preocupados com o problema de geração de resíduos, o Grupo Águas do Brasil mobilizou sua força de trabalho para conscientização ambiental, criando o Programa Corporativo – Coletiva. A iniciativa tem como objetivo sistematizar, gerenciar e reduzir os impactos ambientais, oriundos da geração de resíduos, nas empresas do Grupo.

O Grupo atua seguindo os princípios dos 3 Rs (Reduzir, Reaproveitar e Reciclar) com o intuito de aprimorar e inovar os seus processos, cultivar uma mudança comportamental interna e expandir para além de seus limites ao público externo.

Gestão Integrada de Recursos Hídricos

O gerenciamento de recursos hídricos é um conjunto de ações destinadas a regular o uso, controlar e conservar a água, tendo como referência a Bacia Hidrográfica como unidade de planejamento e acompanhamento da qualidade e quantidade dos mananciais. Para o desenvolvimento da gestão integrada dos recursos hídricos, é necessária a participação de representantes da sociedade, governo e dos usuários. Por isso, as empresas do Grupo Águas do Brasil participam do Conselho Estadual de Recursos Hídricos, Câmaras Técnicas temáticas e dos Comitês de Bacias hidrográficas das regiões onde atuam.

As empresas do Grupo promovem a limpeza dos rios, lagoas e mares, retirando toneladas de resíduos, visando colaborar com a qualidade da água captada nos mananciais e também preservar a biodiversidade.

Alguns dos corpos hídricos que já foram beneficiados são: Lagoa de Piratininga, Rio Jacaré e Baía de Guanabara, em Niterói; Lago do Mirante e Canal Central e Alegria, em Resende; Rio Bengalas, em Nova Friburgo; Rio Araras, Lago Nogueira e Quitandinha, em Petrópolis; Lagoa de Juturnaíba, em Araruama; Córrego do Vidal e Itapeva, em Votorantim.

 

As matas evitam a erosão do solo nos morros, reduzem o risco de deslizamento de encostas e contribuem para o microclima local. Para preservar a biodiversidade e proteger os mananciais, o Grupo realiza, em parceria com universidades, ONGs e empresas, o reflorestamento de matas ciliares em encostas e diversos mananciais nas margens dos rios Macacu, Lagoa (Juturnaíba), Rio Bengalas (Petrópolis), entre outros. Além disso, em Petrópolis, na região do Taquaril, foi construído quilômetros de aceiros para impedir a propagação de incêndios comuns nessa área.

Processos Naturais de Tratamento de Esgoto

Ciente de sua responsabilidade socioambiental, o Grupo Águas do Brasil desenvolve, por meio de suas concessionárias, processos naturais de tratamento de esgoto que não agridem o meio ambiente, reaproveitam materiais e são eficientes.

Na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Ponte dos Leites, em Araruama, o sistema conhecido como Wetland remove nutrientes como o fósforo e o nitrogênio de águas residuais, sem adição de produtos químicos, por meio de um processo natural realizado por plantas aquáticas que se alimentam destes compostos. O sistema se destaca também pela sua capacidade de manter a conservação do ecossistema terrestre e aquático, reduzir o aquecimento global da terra e fixar o carbono do meio ambiente para manter o equilíbrio do CO e conservar a biodiversidade.

Desta forma, o tratamento de esgoto não gera impactos ao meio ambiente, não emite odor para a população que vive próxima à estação, além dos resíduos gerados pela poda das plantas aquáticas serem reaproveitados para o Projeto EcoFibras.

Outro sistema que promove a preservação ambiental e destaca-se como tecnologia social em benefício de milhares de pessoas da comunidade local são os biodigestores. Este sistema realiza o tratamento biológico do esgoto sem utilização de produtos químicos, reaproveita pneus e garrafas PET no processo de tratamento, produzindo biogás para comunidades de baixa renda. Além disso, em toda construção e implantação do biodigestor, a população do entorno recebe sensibilizações de Educação Ambiental.

Atualmente, há oito biodigestores no município de Petrópolis e um em Campos dos Goytacazes.

O lodo gerado pelas Estações de Tratamento de Esgoto de Sanej, Águas de Juturnaíba e Águas das Agulhas Negras passa por um processo de secagem para, posteriormente, ser enviado a empresas parceiras, que realizam a compostagem do resíduo, transformando em composto agrícola.

Concessionárias do Grupo Águas do Brasil, por meio de parcerias com prefeituras, ONGs e cooperativas, realizam a coleta e reciclagem do óleo vegetal já utilizado, transformando em produtos de limpeza.

Vale ressaltar que o óleo vegetal residencial e de entidades comerciais não deve ser despejado nas redes coletoras de esgoto, nas redes pluviais e nem diretamente nos corpos d’água.